2 de fev de 2012

passava mais rápido quando

O tempo é tão
pesado pra você,
não?
A possibilidade
dos cabelos brancos
das rugas
das coisas passarem. Eu
não me importo muito,
e me espanto –

morrer pra você é
inaceitável

por que a vida acaba, por que
ficamos mais velhos, por que
tanta dor. A dor
te assusta, aquelas dores à noite,
sua avó no hospital, o silêncio.

O tempo
passava mais rápido quando
nós
alguns carros passando
lá fora,
a gente não queria
que o tempo passasse.

Você dormiu,
agora.

4 comentários:

Paulo Henrique Motta disse...

reaparecendo em grande estilo!! vi muita coisa dentro do seu texto. bom demais!!!

um abração do Paulinho

vitrola disse...

escreve mais miguel.

Fernanda M disse...

tempo leve esse onde basta estar vivo para morrer.

Sabrina Andrade disse...

Tempo poderoso e egocêntrico.